segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Esperança...


Queria que meu futuro fosse


um presente, passado a limpo


em um novo caminho jamais


trilhado pelo senhor destino.


Cilneia Felippe

sábado, 19 de novembro de 2011

escolhas...


Viver é uma escolha e nas escolhas nos debatemos com


nossas dúvidas, inseguranças , verdades e vontades.


Sempre temos que seguir um determinado caminho,


escolher algo, decidir pelo certo ou errado, com você ou


sem você, ser vilão ou o bom menino que vira o mocinho.


É por isso que gosto de arco-íris, um fenômeno mágico onde


o encontro das gotículas de chuva com o sol resulta neste


espetáculo de cor e vida. Quero ser o calor do sol o frescor da


chuva e todo o exagero pincelado no céu em cores divididas.


Não quero ter que gostar ou escolher apenas uma cor, um amor,


meu sabor ou a sua dor. Eu quero simplesmente o arco-íris todinho.


Cilnéia Felippe

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Louca de amor...

Procuro nos meus versos sem fim

exorcizar meus sentimentos e libertar os demônios,

que mesmo sem grades, estão presos em mim.


Em meio à realidade e ficção, busco na serenidade

encontrar a minha razão.


Às vezes eu procuro em vão, pois além do amor e paixão,

não vejo mais nada,


sou insana por opção e uma amante inveterada.


Cilneia Felippe.

domingo, 13 de novembro de 2011

Pondera e espera....


No barulho de minhas dúvidas e no silêncio de minhas poucas

certezas, fico sempre a pensar no significado da palavra esperar.

Esperar por algo, por um momento, por alguém que nunca vem.

Esperar pela felicidade plena, e às vezes mesmo contra a vontade,

achar que esperar, apesar de... ainda vale a pena!!


Esperar o desconhecido ou tudo aquilo que parece oculto,

nada mais é do que desacreditar no futuro.

O que mais me assusta é esperar e mesmo sem saber

o que me espera, me deixar levar...

Mas uma coisa eu não posso deixar de dizer,

esperar você, não significa deixar de sonhar e viver.

Cilneia Felippe





segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Rocha...


Às vezes na vida, pensamos que o mundo conspira contra nós,e

por mais que façamos, andamos em círculo, sem sair do lugar.

Pensamos errado, muito errado...Acredito que tudo o que

acontece no nosso caminhar é pretexto para que possamos entender

entender a vida e nossos sentimentos. Hoje eu aprendo em tudo e

com certeza tiro algum proveito de todas as situações vividas.A tristeza

me mostra o quanto é importante ser feliz sem medir tempo, espaço

e sentimentos. A solidão indica que preciso de pessoas próximas,

novas, desconhecidas e queridas. A dúvida é a certeza de que

preciso mudar pra melhor, diferente, sem medo do desconhecido,

apenas mudar pra seguir em frente. Os amigos me dão a dimensão

exata de como sou importante, necessária e querida.,Assim feito Rocha

eu resisto às intempéries do tempo.


Cilneia Felippe



sábado, 5 de novembro de 2011

Carpe diem...



Quando penso em desistir, peço coragem e uma segunda chance...

Quando tento continuar peço à vida um significado para ir adiante,

Quando preciso chorar, choro em silêncio e feito desabafo, desaguo

todo o meu sentimento.Quando penso em viver, penso em você...

Cilnéia Felippe


O sonho é o combustível do poeta para chegar mais rápido ao seu coração!!

Cilnéia Felippe

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Todos os sonhos do mundo...



Tenho em mim todos os sonhos do mundo guardados
em pequenos compartimentos, devidamente
etiquetados e separados por necessidades e sentimentos.
Guardados, eles esperam o exato momento de desvendar
os mistérios presentes no meu inconsciente e escondidos
nos meus mais sórdidos pensamentos.
Feito criança, eu sonho a todo momento, se acordada
tenho limites e bom senso. Quando adormecida, perco a
noção e misturo realidade com ficção, sofrimento com
coração, e mesmo inconsciente, o que sonho no meu
presente parece ainda tão incerto, sendo assim eu vou
dormir e sonhar com você, meu sonho eterno.
Cilneia Felippe

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Um dia depois de amanhã...



Tenho uma certa urgência de vida que me faz sempre


pensar no dia depois de amanhã, no plano B e por que

não dizer em tudo o que ainda não consegui viver.


No meu presente ausente, falta você...


Hoje eu não posso! Somente depois de amanhã eu


vou tentar amar como se fosse a primeira vez, criar

como ninguém já fez, buscar um novo querer e no

amanhã, depois de tudo, ainda ser forte e me refazer.


Ontem eu amei, acredite e me doei, como uma criança

eu sonhei, e hoje somente hoje eu nada sei.


Espero que no dia depois de amanhã eu acorde diferente

e ao me deparar com o meu dia, sinta alegria e siga em frente.



Cilneia Felippe

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Brilhante feito Vagalume...




Hoje acordei vagalume e na magrugada rodopiava

pela sala em meio uma luz reluzente, um novo brilho,


tipo uma estrela errante que achou o seu caminho.

E nesta noite sem fim onde tudo tudo posso ou quero,


sinto não ter limites e nem barreiras, pois sou eu você e o

Universo, entregues à surpresas,confidências e sortilégios.

Uma noite iluminada onde tudo se fez poesia, noite se

fez dia e amor se fez magia e aconteceu...


Só você e eu.

Cilnéia Felippe

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Eu e você...





Você é o melhor de mim, mesmo quando não está, eu te sinto aqui.

Você é o meu meio para eu voltar lá no início e recomeçar


Você é o melhor de mim, é o melhor pra mim e vai ser sempre assim.

Que a vida te convença , que a certeza te assegure e que os sinos


toquem o nosso renascer, pois eu vivo pra você e você

pra mim, e vai ser sempre assim...



Cilneia Felippe

domingo, 14 de agosto de 2011

Tempo de amar...





Um amor que não se explica, que pede limites, que pede mais tempo

e independente do tempo não passa e em qualquer canto se encaixa.

Tem família muito unida, outras divididas e algumas bem moderninhas,

onde a mãe vai num determinado endereço e escolhe a sua sementinha.


Afinal dizem que o tempo mudou e isto não há como negar.

Mas uma coisa eu tenho a certeza, o amor ainda vale a pena e por mais

que tudo mude, uma coisa continuará sempre igual em todo canto

e em qualquer lar.É a vontade de estar bem pertinho daqueles

que amamos idependente se é o dia dos pais.

Comemorem com muito amor e curtam enquanto há tempo,

pois hoje o que eu mais queria era poder abraçar o meu

amigo do peito.

Feliz dia dos pais para todos e para o meu marido que um paizão...

Cilneia Felippe

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

O sol...






O sol embora distante , de mim ele nunca esquece,


abro a minha janela e lá está ele brilhante, e num


passe de mágica ele logo me aquece.


O pôr do sol é um sinal pra você saber que


independente de qualquer coisa o amanhã te


espera e te fará renascer.


É uma beleza sem igual irradiando luz e calor,

às vezes fico pensando que o pôr do sol também


é uma pausa onde o astro Rei repousa e nos


braços da lua ele dorme sonhando.


Amanhã vai ser um dia muito quente!!!


Cilneia Felippe



A justiça é muda, surda e principalmente cega...





Gritei tão forte que me tornei um eco da minha própria voz.


Assim, mesmo não querendo eu me escutava a todo momento.


chorei tanto que meu pranto se espalhou e impregnou no meu ser,


virei mofo,virei uma mancha que se espalhava sem eu perceber.


Fui injustiçada e tive que calar, silenciaram a minha voz.


Injustiça é poder de decidir, de dominar e julgar, é momento


de dor que te desafia e por mais que você tente não há em quem confiar.


Cilneia Felippe

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Retornando...




Bem, em primeiro lugar gostaria de pedir desculpas por sumir sem deixar nenhuma explicação, vou tentar resumir o que me aconteceu. Fui proprietária de uma escola Infantil a qual foi vendida em 94 por motivos de saúde. Eu estava grávida e tendo sérios problemas, então decidi vender e tudo foi feito dentro da lei. A escola estava OK com todas as contas pagas.A nova proprietaria que comprou nunca mais recolheu o fundo de garantia das funcionárias. Vendi a escola em outubro e perdi o meu filho com 15 dias em fevereiro de 95, ou seja, eu nunca mais pensei na escola. Em 96 nasce Giovanna que por inúmeros problemas no parto ficou com sérias sequelas.Em, 13 de abril deste ano recebo uma carta do Tribunal do trabalho dizendo que eu tinha três dias para pagar todas as dívidas, ou tudo o que tenho seria penhorado, inclusive o carro que uso para transportar a minha filha que não anda nas diversas terapias que faz.Eu não entendia nada, pois nunca fui chamada, ouvida ou acionada e após 14 anos recebo do nada esta intimação. Eu nem conhecia algumas funcionárias, mesmo assim, a justiça se baseou numa lei onde o antigo dono pode ser responsabilizado( imaginando que eu teria usado a nova proprietária como " laranja") fato que não foi. Contratei advogados,arrumei várias cartas de prestadores de serviço da época dizendo a minha inocência, fiz de um tudo, mas nada adiantou.Fui responsabilizada sem ter qualquer culpa, e isto eu juro pelos meus filhos. O juiz se baseou na lei e não na justiça...O stress foi tão grande que acabei tendo um coma diabético acompanhado da perda da visão de perto. Minha vida virou de ponta cabeça, pois nunca na minha vida havia tido qualquer complicação com a justiça. E confesso que ser injustiçada me matou muito mais que o valor que terei que depositar por dez meses no acordo que fui obrigada a fazer.Assim, muito fragilizada não conseguia me concentrar em nada. Lentamente estou melhorando e espero poder passear novamente pelos blogs de amigos queridos. Um beijo no coração de todos e novamente desculpas...

sábado, 9 de abril de 2011

Em luto...


Sentimentos misturados, o coração que dói sem parar, a imaginação que voa a mil tentando entender o que se passou no Rio. Como explicar um adolescente que se prepara, se mune e se arma com vestes de anjo da morte e numa caçada impiedosa, decide quem vive e quem morre. Um carrasco impiedoso e diferente, abateu tudo o que viu pela frente sem se importar com nada, destruiu muitas vidas, inclusive a própria de forma fria e planejada. A ferida está aberta e ainda difícil de ser cicatrizada, mas a esperança é que ainda existe o amor para confortar nesta hora tão difícil todos que passam por este momento de dor.



Como educadora estou em luto refletindo sobre quais os caminhos que seguem a educação. Como esse menino passou tantos anos na escola, e esta nunca percebeu nada de anormal. O que leva uma pessoa que deveria ter a cabeça ocupada por sonhos desistir de tudo em nome deste triste plano. Desigualdade, injustiça social,falta de oportunidades,desejos consumistas, famílias desestruturadas e por aí vai...Tudo isso é sério e talvez explicaria, mas nunca justificaria tamanha tragédia. Nem sei o que dizer,então em silêncio eu rezo e peço paz e que este triste episódio não abra a porta do horror em nosso país. Cilnéia Felippe

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Revisão de vida...


Não vou mais fazer um inventário dos meus

sentimentos. Não vou mais procurar culpados,

não há, pois ninguém pode herdar culpa de algo

que fez ou de sentimentos que deixou de sentir.

Sentimento não se negocia, não se promete, não

se herda, não se acha ou se perde.Sentimento

simplesmente acontece.Não vou inventariar

a minha vida e perder mais tempo, vou desistir

da ação e rasgar os processos de sentimentos.

Vou concentrar as minhas forças na minhas

atitudes, na minha independência Emocional,

no meu querer e tentar esquecer o que aconteceu,

pois rasgando o inventário acredito destruir as

provas e então imaginar que tudo se perdeu.

Cilnéia Felippe


" Não estatize meus sentimentos. Para o seu governo

o meu estado é independente"

Renato Russo amor pra sempre...

terça-feira, 5 de abril de 2011

O caminho de Alice...


Um caminho, um amor e vários sentimentos, nunca sei se amei demais, se me entreguei de menos, se desejei muito e correspondi pouco, se meu amor foi sério ou se fou louco. Já percorri vários caminhos, já tive muitas dúvidas que foram deixadas pelo caminho. Às vezes me pergunto se a felicidade prometida não foi um equívoco e se todos os desencantos não foram apenas um engano. Assim como Alice no pais das mararavilhas, me vejo caindo num buraco imenso, onde os caminhos me levam para a lógica do absurdo e a única coisa que eu quero é voltar pra casa. Cilneia Felippe

sábado, 2 de abril de 2011

momento de amor...


Às vezes na vida buscamos a todo momento olhar

adiante e nos esquecemos do mais importante que é

viver o agora intensamente.

Um momento, uma palavra, um gesto, uma carícia

e um amor escondido. Um instante, uma vida, os

caminhos que se cruzam, um grito e no ímpeto de

amar o delírio. Os corpos se reconhecem e o toque na

pele provoca uma profunda explosão de sentimentos,

dizem que este é o melhor momento onde o explorar

dos dedos deslizando de emoção provoca tesão.

Mas há um único momento, o instante de tudo, exato

e certo, onde devemos escutar as palavras, ouvir o

coração, dar o passo seguinte na melhor direção e

acreditar que a vida na sua simplicidade faça o resto.

Não deixe uma eternidade separar você da sua felicidade.

Cilnéia Felippe


quinta-feira, 31 de março de 2011

Meu erro...


Já errei muito nesta vida, mas todos os erros me

possibilitaram reconhecer os meus limites e fraquezas,

buscando nas minhas verdades, algumas incertezas..

Hoje eu sou o ontem melhorado, o futuro a ser sonhado,

faço planos, mas acima de tudo vivo o meu momento

como algo palpável, pois hoje sei que errar é aceitável.

Você já foi meu erro, meu desespero em acertar, um beco

sem saída que me levou ao extremo do amor ,ao ponto de

pensar só em você e esquecer a minha vida.

Cilneá Felippe

terça-feira, 29 de março de 2011

Este selo ganhei de uma nova amiga, a Luana Liarkeis o qual ofereço também para todos os meus seguidores, com o maior carinho.Caso alguém queira conferir, segue o link. Gente eu aprendi a trazer o link, tô radiante com mais esse progresso. http://osilenciodaspalavrass.blogspot.com/

segunda-feira, 28 de março de 2011

Um vida simples...


Cheiro de mato molhado,de tranquilidade verdadeira

de vida plena e simples sem maquiagens, artifícios,

sem mentiras, medidas ou besteiras.

Uma vida apenas simples,com família reunida no domingo

conversa ao pé do ouvido, verdades reveladas,segredos escondidos.

Tenho vontade de parar o tempo,aprisionar o meu momento

que é meu, disso eu tenho certeza.

correr pelo campo, deitar na grama quente do nosso desejo,

matar as saudades de você do seu toque do seu beijo. E depois de todo

devaneio e ainda com o seu cheiro de descanso, achar que nunca o seu

muito, é o tanto para o quanto que eu te desejo.Quero te sucumbir e que

venha todas as tempestades, estou pronta para para resistir.



Não sou do tipo do campo, mas confesso que minha vida

anda tão agitada, não tenho tempo pra nada, pareço

mais uma expectadora da minha própria história que

que vai sendo escrita a cada dia.Quando criança morei

por algum tempo num Vilarejo entre Campinas e Paulínia

um local lindo onde eu era livre. Minha casa com muro bem

baixo me deixava ver o mundo e todas as belezas. Lá,rodeada

de amigos e natureza que até hoje não me sai da lembrança.

Nas noites de verão deitava na grama e ficava admirando

o céu, acho que é deste tempo que passei a amar a lua,

as estrelas e todo o seu mistério. Outras vezes também

fui ao campo para recarregar as energias e lá só encontrei

alegria e paz de uma vida simples.É estranho,pois amo agitação

sou ligada no 220, mas hoje queria a calma do campo e a dona

Joana preparando aquelas delícias que só ela sabe fazer.

E nessa calma onde o tempo não passa, Eu e você,

somente assim,intensamente entregues ao prazer...


Cilneia Felippe

domingo, 27 de março de 2011

Vida colorida...


Não me prendo mais na suas fitas, que enfeitavam a minha vida, com cores coloridas. Mascarava a realidade, customizava a tristeza. Agora, eu quero mais que os seus simples laços, quero mais que alguns abraços, quero mais que muitas cores, quero mais que muitos amores, quero viver exatamente o que é para mim. Ah!! e se não der pra ser assim, entro de novo na fila, grito alto, faço birra, nunca mais ninguém inventa o meu dia, ou muda a cor da minha vida.



Hoje meu blog conseguiu atingir a marca de 10.000.00 acessos, isto sempre me pareceu impossível, mas aconteceu. Não posso negar que estou radiante .Se por algum motivo o meu blog acabasse hoje, eu ficaria triste, mas confesso que ainda contudo, feliz e realizada pois estes 10 mil acessos provam que esta blogosfera é muito mais que um simples passar de tempo, ela vida e sentimento.Nem sei se 10 mil é muito ou pouco,não entendo nada de estatística, só sei que para mim está sendo o máximo. Valeu todas as visitas, selos carinhos, dicas, aconchego,escuta e principalmente os comentários. Ah... Como amo ler os comentários.

Este texto é o que foi mais acessado neste oito meses de palavriando.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Minha música



Pra ser sincera sou só um pouquinho infeliz,mas tudo bem...


Alegria é uma música que toca e nos faz lembrar, é magia
de outros momentos, é encantamento pairando no ar.
o coração acelerado bate, e lá estou eu cantarolando
esta canção, teimosa eu insisto no refrão, é como um
mantra buscando você em tudo o que tento esquecer.
A melodia dispara o coração e ele me diz para eu esquecer
o passado, dançar com novos passos, rodopiar sem
me prender a nada, viver o momento e apenas se feliz.
Escuto a música e de olhos fechados, todos os rostos
desenhados na memória, lembram você. Me rendo à
poesia ,pois agora já é dia e o CD ainda toca, e num
momento de puro prazer, escutar a música lembra você.
Sou imprecisa, intensa e de sentimentos fortes. Sofro de
vez em quando, mas tenho alegria em grandes proporções.
Mas, e acima de tudo, sou muito feliz por saber que você
existe dentro e fora de mim e a nossa hora está chegando
continuo te esperando para me fazer ainda mais feliz.
Cilneia Felippe

terça-feira, 22 de março de 2011

Equilíbrio...


Minha vida é movimento, assim como o ar eu não
paro, quando muito agitada, sou vento.
Sopro forte e vou longe sem perder o equilíbrio,
às vezes com calma e sem exageros, vou seguindo.
Meu caminho é estreito,em você e sem cair vou
existindo. Sem você sou impreciso, apenas parte de um
sincronismo que marca, controla e me joga num
abismo. Juntos somos equilíbrio...

Cilneia Felippe

domingo, 20 de março de 2011

Blogterapia...




Correria, a vida segue eu liguei a net ,tem mais um

seguidor. O blog decola, sento e leio depois descanso,

volto correndo, é a curiosidade chegando, será que tem

alguém comentando. Rotina diária de pura adrenalina,

várias visitas, amigos novos e antigos do coração,

comentários crescendo, curiosidade aguçada, a vida

que passa e eu aqui escrevendo o meu coração.

Palavras catadas no emocional do momento, blogueiro é

sentimento. Sou livre de regras, gramática ou algum padrão,

invento palavras, quebro concordâncias só pra arrumar

um jeito de rimar o que não tem rima, mas que toca o

coração.Escrevo o que sinto e o que me dá prazer e tento

esquecer que sou eu me contando pra você...



A você blogueiro amiga(o) que mesmo sem me conhecer

me segue, me lê, me entende e está sempre comigo.

É poesia, ternura, divertimento e informação, e em seus

comentários deixa poesia travestida de carinho, que na

minha vida se transforma em inspiração.

Parabéns para todos amigos que hoje com certeza de

forma bem especial faz parte da minha vida.

Cilneia Felippe

sexta-feira, 18 de março de 2011

Super Lua...


Lua é sinônimo de mistério, de beleza e luz,

abriga meus pensamentos e na dúvida me conduz.

Cheia de fases e mimos é cantada em prosa,versos

ou rimas, altera com a sua graça e de acordo com

as suas fases a fase de minha vida.

Lua grande e branca que de redonda rola, gira

no céu num bailado envolvente.É soberana, e às

vezes fica escondida e em outras se mostra pela

metade, és linda e angelical do céu és majestade.

São fases bem definidas que mexem com a a minha vida.

Lua esplendorosa, um espetáculo da natureza e que

inexplicavelmente me seduz, perco e ganho tempo

admirando sua beleza.

Inspira e vira poesia é linda e misteriosa, faz

graça e depois se esconde, num bailado iluminado

aparece e desaparece como mágica de hora em hora.


Sábado, dia 19, nós brasileiros teremos o prazer de ver o

fenômeno conhecido como " Super Lua". Nesta data a Lua

parecerá ainda maior que o normal. Isto será possível pois ela

estará mais próxima da terra. Amo olhar o céu...


Cilnéia Felippe

quarta-feira, 16 de março de 2011

Poesia...



A poesia é a sensibilidade que fala através das palavras,

que grita por meio dos sentimentos, mas é no

sussurro secreto e inquieto que ela mais se manifesta

e sem pressa vai compondo através dos dias

lindas histórias em forma de poesia

É magia e sensação feita em versos ou simples traço,

é delicadeza de quem ama demais, ela é pura

contemplação, faz bem a alma mas principalmente

ao coração.Amar é viver em eterno estado de poesia...


Fiz esta pequena poesia inspirada no amor
lindo entre duas pessoas que conheci no blog
"marcinhamendoncapt.blogspot.com".
É um amor tão lindo que contagia feito os
raios do sol.

Cilneia Felippe

terça-feira, 15 de março de 2011

Sonhos...


Meus sonhos são poucos, pequenos mas intensos,

São simples, infinitos e atrevidos.São sonhos que

dizem tudo, mesmo ficando calado, são confusos

e muitas vezes sem significado.

Sonhos são vontades adormecidas querendo

repousar no inconsciente da minha vida.

Acordar é sempre complicado, pois há sonhos

tão deliciosos que gostaria de viver dormindo

e feliz, do que angustiada e acordada.

E na madrugada onde a insônia insiste em

me querer, eu sonho com os olhos abertos

totalmente acordada, meu sonho é você...

Cilnéia Felippe

segunda-feira, 14 de março de 2011

O poeta é um sonhador...


O poeta é um sonhador, dormindo ou acordado lá

está ele escrevendo amor,numa madrugada sem fim.

Ele sonha com a menina num sonho encantado e sem

que a luz se apague, na solidão sozinho, se faz de menino

e busca no seu inconsciente aquele amor sublimado.

Assim é o poeta, faz da tristeza, do amor e da agonia

pura poesia, é como se para viver tivesse que sofrer

para nos deixar encantados.
Ainda hoje e como foi por quase toda a minha vida
não desgrudo do meu caderninho que já foi brochura
e hoje é espiral, nele escrevo meus sentimentos, o que
me incomoda, o que me faz sofrer o que me causa mal.
Também relato alegria,pois escrever é sempre um
grande prazer, e hoje infinitamente feliz, pois não há
realização maior que alguém que possa ler.
Não sou poeta, sou apenas alguém que aprendeu a
se libertar através das palavras, e assim é....

14 de Março- Dia Internacional da Poesia
Parabéns para todos amigos que passam
aqui e deixam sempre carinhosamente um
comentário, são poesias para mim...

sexta-feira, 11 de março de 2011

Natureza em fúria...



Aquecimento global, buraco na camada de ozônio e uma

quantidade de lixo sem tamanho. Como esperar da natureza

alguma retribuição, se sem perceber, destruímos todas as suas

belezas, acabamos com nossos recursos ficando sem opção.

Chegamos, usamos e abusamos durante séculos e ano a ano,

achando que tudo iria se refazer, mas não, lentamente vem se

acabando, e sem se dar conta, o homem vai destruíndo e a

natureza reclamando. No início silenciosamente, agora nem

tanto, mas vai dando sinais de cansaço de total esgotamento.

O que achávamos que era coisa de outro continente, agora em

nosso mundinho particular se faz presente, são enchentes,

deslizes e todo tipo de reação que nos torna refén de nossas

próprias ações.

O que está feito está ,mas acredito que podemos melhorar,

mudar e fazer diferente, com responsabilidade e de uma forma

consciente, olhar realmente para o futuro, mas já mudando o presente.

E precisamos começar agora, pois hoje assistindo ao triste episódio

no Japão, um mar de lama , águas enfurecidas afogando uma população.

Não dá pra ficar indiferente embora esteja tudo errado, agora não

basta apontar os culpados, vamos olhar pra frente e pedir a Deus

que ilumine este país e proteja a sua gente.

Temos que fazer melhor e diferente...
Cilneia felippe


quinta-feira, 10 de março de 2011

Sentir...




Sou totalmente sentidos,tenho que tocar, cheirar,

olhar, experimentar e sentir para me entregar...

Amor é ritual, não dá pra ser sempre de qualquer jeito.

Nem sempre quero a pressa, a locura e o esquecimento.

Às vezes preciso de calma, de espera e de sentimentos.

Então me olha, me toca e sem medo desvenda

os meus segredos, e em troca serei sua do começo

ao fim sem desculpas, rodeio ou tropeços.

O amor é uma forma deliciosa de sentir a vida...

Cilnéia Felippe

quarta-feira, 9 de março de 2011

Olhar...



O olhar é a janela da alma, e sem perceber

ele mostra o que eu tento esconder.

Meu olhar revela meus medos, esconde segredos,

Mas às vezes não basta só me olhar para tentar

entender, é necessário além de olhar desejar

realmente me ver, arriscando se perder.

Ah, seu eu pudesse conter meu olhar e dirigir

o seu foco, olharia somente para o horizonte,

esqueceria o meu passado, desistiria de tentar

ver o futuro e viveria somente o presente.

Mas nele eu não tenho governo e fico só a

pensar, por que basta ouvir a sua voz que lá

estão eles, os meus a te fitar, se arrastando

e cruzando com os seus, num doce acasalar.


Cilnéia Felippe

terça-feira, 8 de março de 2011

A espera da felicidade...




Olho da janela esperando por ela,

e a espera me faz acreditar que de uma

hora para outra, tudo pode mudar,

que isto acabe e ela possa voltar.

Sei que a espera pode ser longa ou

simplesmente interrompida pela sua

chegada. Enquanto isso, silencio a

noite,colho as estrelas e alicio a lua

para que ela fique comigo brilhando

feito prata e mude a minha fase.

Nesta espera eu posso até morrer,

sem se quer ter você jamais, mas irei até

o fim acreditando que você volta pra mim.

Te esperarei por toda a eternidade e a você

dedicarei todos os meus pobres versos e toda

a minha escrita, és pra você felicidade

que a minha espera ganha mais vida.



Complemento

Dizem que não dá pra viver pela metade ou
ser feliz por inteiro. Eu não sei, o que sei é o
que tento e quero encontrar o meio termo.
Felicidade significa pra mim plenitude, assim
ainda estou a buscá-la. Às vezes ela passa feito brisa
acaricia a minha face, mas não consigo segurá-la,
ela é rápida e logo se afasta. Mas vou vivendo e
cavando neste meu universo momentos de felicidade
numa eterna inquietude, que me faz cada vez mais
bucar ser feliz alcançando a desejada plenitude.
Cilneia Felippe

domingo, 6 de março de 2011

Exemplo de mulher...


Amo essa mulher e acho sua história
uma referência de vida.Uma mulher de
coragem, determinação e fibra...

Um brilho no olhar, sou guerreira, mulher brasileira

dona de uma certeza que me faz sempre lutar.

Ao contrário do que alguns dizem que somos só bunda,

somos muito mais que isso pode acreditar.

Inteligentes por essência, sensíveis por decência e mesmo sendo

forte e determinada, por vontade própria carrego minha inocência.

Assim sou e você, com um brilho próprio e segura do que quer,

amiga, mãe e companheira, sou simplesmente mulher.

Sou a mulher que acorda cedo e não perde o foco da vida,

cheia de graça, feminina por opção, e se não, sou bem resolvida.

Não me desespero diante dos não, sou forte e decidida, pois

minha palavra de ordem é determinação, assim é minha vida.

Cilneia Felippe


8 de março- Dia Mundial da mulher

sábado, 5 de março de 2011

Drummond...



Estamos em festa, uma verdadeira explosão de cultura,

e o nosso País sem pressa, comemora esta alegria nas ruas.

Alguns, ao invés da euforia, escolhe a paz de uma boa prosa

tipo conversar com um bom amigo,escutar uma linda poesia

e poder contar segredos ao pé do ouvido,longe de toda euforia.

Um homem com cara de solitário, conversando com um sonho

imaginário, sentado à beira da praia,ele fica apenas falando

e como por encanto acredita e faz ressurgir naquele cenário toda

a graça e poesia de Drummond, um senhor centenário.

O incrível é ver os dois papeando e eu aqui na minha inocência,

fico a pensar o que pode um simples homem estar tão

compenetrado, dizendo e apontando para este senhor encantado.

Acho que nunca saberemos, pois segredo é segredo, apenas guardamos...

E no sossego da praia o senhor Drummond sabe que ele é muito

amado, pois durante todos os dias é comum ver alguém ao seu lado.


Carnaval é uma festa linda, entretanto prefiro descansar e ler um pouco

e hoje lendo Drummond acabei escrevendo sobre esta foto que gosto

tanto.Quantas vezes já senti vontade de conversar sozinha, falar comigo

mesma, mas temos o tal do bom senso e o controle entre loucura e a lucidez.

Cilneia Felippe

quarta-feira, 2 de março de 2011

Inércia...



O silêncio da noite me parece cortante, paralisa a

minha alma, me faz entrar em estado de inércia e

sem que eu queira, me tira a calma.

Uma inércia de momento onde tudo se confunde

e o meu mundo tão redondinho rola ladeira abaixo

numa velocidade fulminante, sem freio, sem regras

e rodeios, revirando tudo em um único instante.

Uma inércia de sentimentos, onde embora confusa

desejo apenas viver e deixar acontecer, sem planos

sem esperas, certezas ou enganos...

Vou viver e aprender a esperar por você.

Cilnéia Felippe

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Vitrais...


As pessoas são como vitrais coloridos:cintilam e
brilham quando o sol está do lado de fora,
mas quando a escuridão chega, sua verdadeira
beleza é revelada apenas se existir luz no interior.
( Elizabeth Kubler-Ross)

Vitral...


Minha vida é um vitral de sentimentos incompletos,

em tempos desconexos com formas variadas que buscam

no colorido apenas se encaixar dentro das sobras e restos.

A angústia me faz falar de mim e experimentar um conflito

eterno entre passado e presente, entre eu e você ausente,

entre ficar e partir, sentir e mentir.

Em cada lacuna deixada, busco encontrar os meus cacos,

fatos ainda intactos que não tenho coragem de revirar.

Sou eu me buscando, me vendo, me descobrindo e me

contando, às vezes chorando, por hora sorrindo e

entre idas e vindas sobrevivo e vou seguindo.

Sou eu, simplesmente assim, colorida e em pedaços,

amando sempre do começo ao fim e numa procura

natural, busco apenas dentro da minha vida

completar o meu vitral.

Cilneia Felippe

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Saudades...



Uma vida,
Um gozo,
Um pedido,
Um filho.
O choro,
A vida,
O desespero
A esperança perdida
O choro,
A tristeza,
só incerteza,
Um pedido de vida,
A esperança perdida.
A lembrança,
A saudade que sinto
Da minha doce criança.

Hoje dia 24 meu filho faria 16 anos e mesmo
Passado tanto tempo ainda fico pensando
como ele seria, do que iria gostar. Gostaria
de Rock como o pai e mãe, seria rebelde
Feito eu, ou calmo e doce como o pai.
Acho que ele seria lindo, acho não, eu tenho.
certeza disso. Ainda dói tanto, pois é um vazio que fica.
fazendo volume e às vezes penso que não vou
Agüentar. Nunca consegui escrever nada sobre
ele, e fazer isto hoje ,de um lado me alivia e do outro
me põe em pânico, pois ainda dói tanto...
Não há um dia em que eu não pense nele, mas aprendi
que tenho que seguir e acreditar que Deus tinha
Algum propósito quando levou meu filho dos meus
braços.Não tenho nada a comemorar, a não ser
a certeza que tenho de ser forte e sobreviver.

Choro lágrimas de tristeza, de amor, de saudades e dor
Peço desculpa pelo post de hoje, mas como já disse
Escrevo para dar vazão a um ser que ama e sofre na
Mesma proporção.
Cilneia Felippe

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Viver é uma arte...

Obra de Romero Brito


Nascer, primeira expressão de criar,

Nascemos para modificar.

A vida é um infinito movimento,

permeada de amor e sentimentos.

A vida pela vida me faz querer,

a rotina me prende me faz ceder.

Mesmo sem querer, vou cedendo ao comum,

caminhando sem rumo, lugar nenhum.

Angústia, medo sofrimento e busca,

Tudo igual, felicidade é meta e luta.

Viver, romper, fugir e ir fundo,

Usar todos os sentidos e abraçar o mundo.

Amo viver e vou investir na felicidade prometida

como se tivesse acabado de nascer

para todas as belezas da vida.



Cilneia Felippe

domingo, 20 de fevereiro de 2011


Carinho gostoso da Márcinha


Agradeço o carinho da Márcinha pela oferta deste Meme


literário que recebo com muito carinho e orgulho.


valeu a lembrança...


Respondendo o questionário:


1-A menina que roubava livros( Marcus Zusak)


2-Todos da Clarice Lispector


3-O caçador de pipas (Khaled Hosseini)


4-Indicar 10 blogs- Difícil...




Segue a lista dos blogs indicados:
http//passossilenciosos.blogspot.com
http//viviam-floreselivros.bogspot.com
http//explorandoomundodaspalavras.blogspot.com
http//mortefilosófica.blogspot.com
http//dialogoscomigomesma.com.br
http//sintonia-natural.blogspot.com
http//refúgiointimo1.blogspot.com
http//sakaaih.blogspot.com
http//minhalmaempoemas.blogspot.com



Este mundo de blog é fascinante, pois conhecemos pessoas
tão especiais que nos fazem sentir importantes. Assim foi
quando ganhei esse Meme e tive que escolher entre muitos
livros que gosto, alguns para indicar. Acho que é uma super
responsabilidade e espero que se alguém seguir a minha dica
se sintam tão encantados, como eu senti ao ler essas belíssimas
obras. Ler é tudo de bom e mais um pouco...
Cilnéia Felippe

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Parte de mim...



Parte de mim é você, misturada em tudo,

um sorriso, um adeus e um gosto ruim de ter

provado ter gostado e mesmo assim ter desistido.

Parte de mim é você , escondida e fragmentada,

pedaços por todos os cantos por todos os lados,

secretamente velados, feito um segredo sagrado.

Parte de mim é presente, forte e pulsante,

a outra é ausente, uma falta grande que me

consome e que me faz desejar que um dia

a espera acabe e a minha outra parte

volte e se encaixe no seu devido lugar.

Parte de mim sou eu, dividida em duas,

a outra é apenas um reflexo seu que busco

desvendar, e vou até o fim, pois agora é

tarde demais, você já faz parte de mim.

Cilneia Felippe

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Doe palavras e faça alguém sorrir...


Doe Palavras"

Hospital Mário Penna, em Belo Horizonte, que cuida de doentes de câncer, lançou um projeto sensacional que se chama **" DOE PALAVRAS".**
Fácil, rápido e todos podem doar um pouquinho.
Você acessa o site, escreve uma mensagem e sua frase aparece no telão para os pacientes que estão fazendo tratamento.
Na hora que eles estão lá e, enquanto fazem quimioterapia, podem ler o que escrevemos para eles.

http://www.doepalavras.com.br
Esta informação foi retirada do Blog "Sem magia o que seria da Vida" da Irene.
Um blog que sempre tráz informaçoes relevantes.


Passeando pelos blogs me deparei com este post que me deixou inquieta ,pois sou do tipo
que sempre acha que poderia ser melhor, sempre quero mais e vou à luta, é claro.
Já tomei muitas porradas na vida, como perder um filho, mas dentro do possível vou
caminhando. Mas ao ler este post fiquei imaginanando o verdadeiro sentido da vida,
eu quero um carro zero, e eles querem apenas palavras de solidariedade e incentivo
nesta caminhada que imagino ser tão dolorida tanto para o paciente quanto para a família.
Fiquei me sentindo uma idiota. Já fui voluntária várias vezes, mas estava dentro do processo
meio que no controle e talvez por isso me sentia fortalecida. Hoje ao ler, me bateu uma vergonha
de reclamar de nada sempre, e uma vontade verdadeira de mudar, me doar, fazer diferente, não
melhor como sempre, mas de uma forma importante e especial. Não sou fútil, sou apenas um
reflexo deste mundo que nos faz viver acelerado, sem tempo para pensar em nada e que muitas
vezes acabamos naturalizando tudo. Valeu o post e este sentimento que está doendo, mas vai passar
e espero de coração que este meu depoimento sirva pra gente tentar fazer diferente e doar alegria
pra todos que estão em tratamento.
Beijos Néia

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Sol da meia noite...



E a magia se fez em plena noite e ao acaso

nós dois entregues ao ócio do prazer,

sem perceber que a hora havia chegado.

Agora sem fugir ou se enganar, deveria acontecer

num cenário perfeito, dois corpos entregues sem pensar,

sem pudor sem regras ou preconceitos, lado a lado

sem medidas, dois em um e cada um com seu jeito.

loucuras e devaneios, promessas de eternidade,

a escuridão se fez clarão e sem tempo de esperar

me entreguei por inteira, pura felicidade.

Um sol radiante, um calor à flor da pele

uma luz alucinada que iluminou a minha vida,

aqueceu o meu olhar e me faz renascer, só peço

ao astro rei que se possível contimue brilhando

até o nosso amanhecer.


Cilneia Felippe

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Este é o meu presente

Olá para os amigos...

Hoje ganhei mais um selo da amiga Verônica do blog Refúgio Íntimo, motivo este de muita felicidade.
Quando iniciei neste mundo de blogs, ficava a imaginar quem seria o louco(a) a perder tempo me lendo.Mas
não vou negar que quando surgiram os primeiros seguidores eu nem acreditava, parecia impossível...
Quando leio os comentários, muitas vezes fico emocionada, pois sinto carinho, preocupação e muito respeito,
atitudes que nem sempre encontramos no mundo real. A Verônica, por exemplo, sempre teve muita
preocupação em me ensinar algumas coisas, como trazer os primeiros selos, ofertados por ela.Lentamente
vou aprendendo. Mas sempre digo que escrevo com o coração, sem me preocupar o quanto vou me expôr.
Obrigada Verônica, bem como todos que passam por aqui e com os seus comentários me encorajam a
continuar sem medo de ser feliz.

Beijos no coração de todos

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Riscos e rabiscos...


Sobre a folha em branco,
eu, feito compasso, girei sem rumo
de acorco com a sua vontade real
dei mil voltas e por mais que eu girasse,
aquele traço me levava ao ponto inicial,
Um risco ou rabisco na área central,
você foi me cercando e me reduzindo a um mero
alvo, puro interesse de ocasião,
e num descompasso de momento, cansada
de tantas voltas, me lançei bem no olho
do furacão, só pra sentir o vento leve
soprando, me colocando no eixo
e me tirando do chão.
E no compasso da vida,descobri que embora
ela tenha pausa, eu tenho pressa...
e prefiro seguir, pois sei que amor não espera.


Cilneia Felippe

curiosidade:O olho é uma área quase circular de ventos comparavelmente calmos e tempo bom encontrado no centro de um ciclone tropical intenso. Embora os ventos sejam calmos no eixo de rotação, pode ocorrer também ventos intensos nessa região. Há pouca ou nenhuma precipitação e muitas vezes pode-se ver céu claro nessa região




segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Gata no cio...


Uma lambida, feito gata no cio

causando arrepio e desafiando a vida.

Sou gata enfeitiçada pelo luar,

vagando na madrugada, no seu desejo vou me saciar.

Na noite, sua música preferida são meus miados,

e de telhado em telhado, vou compondo

a minha serenata, sou gata desejada.

Tenho um olhar felino e na escuridão,

posso te observar, vou pulando sem destino,

desafiando o perigo, num miar melancólico

só desejo um abrigo.

Me guio pelo instinto,procurando meu norte,

mas se bem tratada, fico mal acostumada,

e daí talvez eu volte...
Pode apostar, eu vou voltar.


Cilneia Felippe

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Minha escola ideal...

Obra de Romero Britto

Coversando com uma amiga sobre educação começamos a lembrar do tempo de escola, já faz algum tempo...
Em outros tempos não era muito fácil ser criança dentro de uma escola, tínhamos tantas regras, tão poucos direitos, quase nenhuma liberdade e tínhamos que pensar somente com a razão, usando muito pouco a criatividade. Fui uma aluna chata, nunca entendi e portanto não aceitava algumas regras.No final da conversa, como sempre acontece, acabei escrevendo algo, segue então:


A minha escola ideal...

Antes de só formar que me fizesse sonhar.

Antes de só escrever que eu pudesse viver.

Antes de ter somente regras, que eu pudesse voar.

Antes de ter que somente esperar, que eu pudesse brincar.

Antes de crer sem pensar, que eu pudesse experimentar.

Antes de ter que ceder, que eu pudesse viver, crescer e

com as minhas experiências, então aprender...

É tão fácil ser criança, não sei por que o adulto complica.

Criança precisa brincar, aprender a compartilhar,ser um

ser sensível,saber acreditar, mas ter noção do impossível,

isto se aprende brincando, vivendo e experimentando...


Sei que alguns vão dizer que a escola de antigamente era
melhor que a de hoje e que as crianças eram mais educadas.
Nem vou entrar no mérito da questão, pois é questão de opinião,
só sei que os tempos mudaram e com ele as crianças, assim
a nossa escola vai tentando se adaptar para dar conta desta
nova realidade. Eu acho que eu seria muito mais feliz estudando
na escola de hoje,podendo criar e me expressar com liberdade.


Só para constar...

Na quarta série estava escrevendo no meu caderno brochura alguns
versinhos, meu professor, nunca vou esquecer, passou e olhou
leu e rasgou, de lição de casa tive que escrever cem vezes a seguinte
frase :" Nunca mais vou escrever porcaria no meu caderno"
A minha grande sorte era saber que ler e escrever era mágico e eu levaria
este encanto por toda a minha vida, e assim é...
Hoje um texto diferente, algumas memórias, espero que gostem.
Cilnéia Felippe


sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Inquietude...


" Não há dias bem vividos e noites mal dormidas, existe apenas uma inquietude que me invade, toma todo o meu ser e descompleta a minha vida".

Esta frase estava na minha cabeça há dias e todas as vezes que pensava nela, tentava entender o que ela queria dizer. Sempre em vão, pois nunca escutei a razão, ouço apenas o coração. E no tic e tac do seu bater, me diz sempre o que fazer, às vezes me engana, mas tudo bem, pois eu sempre me engano também.

Hoje tentei concluir...Sempre digo que não sou poeta e fico apenas no senso comum, mas de uma coisa eu sei e tenho certeza, escrevo a minha vida, desenho o meu caminho, divido sonhos e esperanças e feito criança eu continuo seguindo... Sou cada vírgula,reticências frases e tudo mais que um texto possa ter, agora uma coisa eu sei que nunca vou escrever, o meu ponto final...

Segue o texto completo


Não há dias bem vividos, e noites mal dormidas

existe apenas uma inquietude que me invade,

toma todo o meu ser e descompleta a minha vida.

Tenho uma inquietude que é só minha,

quase sempre incontida,parte de mim é calmaria

e a outra é forte feito ventania.

Às vezes me pego a pensar que este vento forte

a soprar me leva pra nenhum lugar,

me coloca à deriva, me desconstrói por eu não

saber onde aportar.

Cilneia Felippe

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Poema de adolescente...


Beijo molhado, gostoso e desejado

pode ser escondido ou declarado

selinho ou demorado.

Beijo é beijo, desde que seja beijado...

Beijo de conquista e de paquera,

pode ser de negação ou de entrega,

Beijo que esconde , beijo que revela...

beijo e beijo, desde que não te deixe na espera...

Beijo que acende o desejo,

que põe ritmo na vida,

que alimenta a alma feito adrenalina

Beijo é beijo desde que te faça vibrar

Beijo que eterniza os encontros,

beijo que marca os momentos

beijo é beijo, desde que provoque sentimentos...

Beijo de conquista e afeto,

beijo bem beijadinho, aquele que esquenta

nem vou concluir, você pense no resto.........

Cilnéia Felippe


Fiz este poema quando tinha 20 anos e já sabia

muito sobre sobre beijos kkkkk.Sempre gostei de

escrever e às vezes leio coisas antigas e odeio, mas

não tenho coragem de destruir. Como já disse minhas

palavras são tesouros guardados, alguns gosto muito

outros nem tanto, mas resolvi dividir este com vocês...

Ainda e principalmente hoje eu adoro amor, paixão,

beijos, entrega total em qualquer relacionamento.

Entro de cabeça e coração, nunca sofro na medida certa,

aliás, eu nem sei qual é a medida usada na minha vida.
Resolvi falar de beijo, pois hoje retornei ao serviço,assim
perdi as contas de quantos beijos eu dei...
Só pra constar este poema é enorme, filtrei ao máximo...
Escrever e dividir com vocês tem sido pra mim
um enorme prazer.