sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Troca de Calendário...



Enfim,hoje é o último dia de 2010 e parece assustador imaginar que ao simples trocar de um calendário tudo pode mudar... Sabemos que não existe esta mágica, e que esperar por isto seria praticamente impossível, entretanto acredito na força dos desejos na busca pelos sonhos, no trabalho árduo que possibilita realizações, nos ideais e no amor elemento na vida insubstituível.

Toda grande caminhada começa com um passo de cada vez, assim o sucesso de todo um ano que termina e do que vem a seguir não depende apenas da troca do calendário e sim, de tudo o que construímos pelo caminho, ou de como e quando pegamos os nossos atalhos, querendo enganar o tempo, sendo um pouco mais rápido.

Enfim, acho que nesta grande caminhada, vale de um tudo um pouco, pois sempre erramos buscando apenas acertar nesta louca vida que nos cobra tanto. Vamos trocar o calendário no celular, sobre a mesa ou em cima de qualquer móvel, pouco importa o local, o importante é que tenhamos claro que a vida continua e nunca parou, mas vale a comemoração, pois só o fato de chegarmos até o final é uma marco e uma verdadeira festa e isto é que é legal.

Mude todos os dias caso ache necessário, limpe as gavetas, pinte o cabelo, cante no chuveiro, escreva uma poesia e mude o seu dia. Mude caso ache importante, experimente novos sentimentos,mude o seu conceito, troque de caminho, mude o seu perfume, faça novos amigos, seja tolerante, siga sempre adiante e não ande sozinho...

Mas não mude, ninguém é obrigado a mudar só por que o calendário vai trocar, seja você mesmo, insista nos seus sonhos, naquilo que todos dizem ser impossível... Acredite!!! às vezes na vida é tão importante perder quanto ganhar, aprendemos tanto com a dor. Mas quando conseguimos, nos sentimos tão leve que tudo acabou valendo a pena. Não mude, a troca de um calendário não pode ter esse poder que parece emanar. Mude por você e por todos que você ama .

Desejo uma vida plena e comum onde você possa rir, chorar, buscar, abandonar e sonhar... mas sobretudo, lutar por seus ideais, pela verdade, por sua fé, por ser amor e sem dúvida alguma por um mundo melhor.

Que venha 2011 para todos nós, estamos aqui mais forte do que nunca feito criança e cheios de esperanças...

Cilnéia Felippe

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Simplesmente Lily...

Certa vez, passeando por algumas casas, parei em uma e vi muitas palavras misturadas, li e reli e nada entendi.Mais tarde voltando e lendo com calma, observei que era simplesmente Lily, que escrevia com a alma, portanto não bastava só ler, era necessário sentir.
Uma casa encantada, plenamente visitada, onde eu nunca soube na verdade, onde terminava a ficção e começava a realidade.
Uma proprietária misteriosa e envolvente feito maga do bem que lança o seu conto imaginário, nos deixando livre para aumentar vários pontos se necessário, e volta sem medo feito reviravolta, inventa na mesma história um novo enredo.
Simplesmente Lily, sorriso largo e coração imenso e mesmo sem conhecê-la pessoalmente, posso afirmar que a sua decisão de fechar por tempo indeterminado a sua casa, vai nos deixar carente de sua poesia, de sua presença e de sua essência neste tão querido espaço.
*************************************************************************************************
*************************************************************************************************
Contos de Lily foi o primeiro blog que eu conheci e que me deu a certeza que a internet não era um passar de tempo apenas, pois lá havia movimento e vida. Tudo era muito novo e fascinante, assim eu só passava e não me identificava, até que um dia a Lily viu nas estatísticas do blog o meu endereço e gentilmente me mandou uma mensagem. Eu nem acreditei, ela tinha sei lá muitos seguidores textos impecáveis e todo um histórico. Eu, eu estava apenas começando e eu mesmo me seguia, sempre humilde e me colocando para cima com seus comentários, ela fez toda a diferença...
Esta semana recebemos a notícia que por tempo indeterminado o seu blog estará fechado, não há motivos, apenas a vontade momentânea que pode passar a qualquer momento, eu espero é claro...
Beijos e fico aguardando a sua volta!
Cilnéia Flippe

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Água, fonte de pureza e inspiração...


Quero te beber feito água corrente, curar a minha sede e me libertar.

Sorver a tua essência feito esponja virgem e louca,

te absorvendo aos poucos e em pequenas gotas.

Sou fogo que arde sem cessar, em pleno dia de outono,

preciso de chuva, de água transparente límpida feito nascente,

que corre sem parar, quero renascer e quem sabe recomeçar.

Não quero água parada preciso de movimento, apenas água correndo...

Água, lava a minha alma e me purifica feito criança,

Me devolve a minha esperança...

Cilneia Felippe


domingo, 26 de dezembro de 2010



É Natal, lojas lotadas, pessoas enlouquecidas a procura do presente ideal, aproveitei também para fazer as minhas últimas compras, lembrançinhas apenas. Moro ao lado do maior shopping da América Latina que por incrível que pareça tornou-se minúsculo diante de tanta gente. Mesmo lotado não estava com pressa, assim optei por andar calmamente por entre os corredores olhando vitrines e pessoas. É incrível, você olhando na horizontal, todos parecem iguais. Adultos levando pelo menos de três a quatro sacolas de compras, embora enlouquecidos pelo movimento, mostram um sorriso mesmo que amarelo resultado do êxtase natalino. Do outro lado temos os adolescentes segurando um celular nas mãos ou falando, e o tradicional foninho de ouvido conectado a algum aparelho ( mp3 player, ipod etc...) .Todos parecem estar em outro mundo ouvindo uma música em volume exagerado, às vezes estão em grupos, mas separados. O celular na mão indica o quanto são seduzidos por este novo mundo que cria agora novas necessidades de velocidade e praticidade. A cada dia novos produtos são lançados e tudo vai ficando obsoleto, é como nada mais fosse inventado para durar.Uma vida superficial e descartável onde o legal é ser totalmente igual. E o Natal é com certeza a melhor data para reafirmar esta necessidade de troca.Olho para todo esse avanço tecnológico e me assusto pois sou do tipo que ainda ama escrever uma carta a mão, tenho meu caderno de poesias, diário e este ano pela primeira vez mandei Feliz Natal para amigos queridos via internet. Sou do tipo artesanal, mas sei que é impossível não ceder a este novo mundo tecnológico.
Mesmo diante de tanta loucura e novidades, ainda me encanto com Natal e principalmente com o Papai Noel. Acho que só o fato de termos concluído mais um ano, já vale a comemoração.
Eu vou lentamente me adaptando a esta nova ordem mas sem perder com certeza a minha essência.

Cilnéia Felippe

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Te desejo um mundo de felicidades e realizações...

Uma vida com muito amor,

sábado pra comemorar,

segunda sem mau humor.

amigos pra conversar.

Simplicidade de interior,

Tecnologia de ponta,

beleza de uma flor.

Amigos no portão, real ou virtual,

amigos de coração...

Paixão que enlouquece,

amor que enternece,

momentos de paz feito prece.

Emoção à flor da pele,

perder a hora de vez em quando,

ficar debruçado na janela,

esperar pelo inesperado,

ficar apenas olhando e esperando.

Tornar permanente o provisório,

bagunçar a ordem pronta,

desorganizar o organizado,

procurar o que não se encontra.

Viajar sem ter data pra voltar,

andar descalça na areia,

dormir olhando para a lua,

mergulhar no oceano feito Sereia.

Ter paciência de oriental,

correr de encontro ao acaso,

mudar o enredo da história,

aprender com os fracassos,

buscando sempre vitórias.

Reconhecer as fraquezas,

ser forte como um gigante,

Andar olhando pra frente,

seguindo sempre adiante.

Parar quando necessário,

sem ter medo de recomeçar,

viver intensamente,

tendo sempre sonhos a sonhar.



Esta poesia foi inspirada na obra desejos

de Carlos Drummond de Andrade.



Agradeço de coração a todos vocês

que direta ou indiretamente, através dos

comentários carinhosos me encorajaram

a seguir em frente diante deste desafio tecnológico.

Há bem pouco tempo eu nem sabia ligar o computador,

hoje passeio pelos blogs, conheci novos amigos e aprendo

a cada dia com cada um de vocês.

Destacaria a paciência da Veronica do "Refúgio íntimo" tentando me ajudar

a trazer os selos que me presenteou. Passo a passo me

ensinou ( demorei uma semana, mas consegui) sempre atenta

comigo e com as minhas dificuldades. O carinho

da Carol do" blog da Fofa" com os seus comentários pontuais, carinhosos

e importantes para mim. O Lupo do" Imperfeições" com a sua poesia e uma certeza

nas palavras e colocações me dando sempre segurança. A Suzana então, entrava no blog dela

" Contos de Lily" e só espiava, pois morria de medo de comentar. Um belo dia recebo

uma mensagem e era ela, fiquei tão feliz que nem acreditava.

A Izil embora apareça pouco, sei que ela lê e isso para mim é muito

importante,pois gostei dela de primeira. A verdade é uma só, assim como na vida,

virtualmente tinha medo da rejeição de não ser aceita, ser chata e por aí vai...

A Kenia do poesia torta foi a minha primeira seguidora, fiquei o dia todo contando

para todo mundo, ninguém me aguentava mais...

A leiko do " Haicando" essa é amiga do peito visinha de portão e de coração.
O Fábio embora ainda não tenha blog é um amigo querido beijos e saudades.

Para a Rosana e Maísa toda a felicidade deste mundo seria pouca, amo vocês duas de coração.

Agradeço em especial a minha filha Michelle do " Dialógos comigo mesma" que me ajuda

me orienta e nunca me deixou desistir.

Existem novos amigos que ainda por falta de tempo não estreitei laços de amizade

mas sei que é somente uma questão de tempo, mas são importantes tão quanto os outros:
Eliana Lee, Mariana D, Carlos Tousi , Thali , Sonia Cristina e Lúcia...

Desejo a vocês tudo de melhor hoje e para toda a eternidade...

Beijos de agradecimento Néia

Cilnéia Felippe

domingo, 19 de dezembro de 2010

Adrielle, essa poesia é para você....



RENOVAÇÃO...

Leve é a folha,

flutua solta no ar

cai na imensidão.

Solta-se lança-se, em queda livre

da(á) vida ao chão.

Cai leve, busca novo solo

A cada queda uma transformação.

Em solo novo, estranho e até inconsistente

a folha nem leva em conta, pois para ela

mais importante é o encontro, que mesmo sendo marcado

de uma forma diferente, mostra que ao cair no vácuo,

sem saber o que te espera pela frente, teve uma bela surpresa

renovou a sua vida, conheceu novos amigos

e isto na vida é a grande beleza.

Mergulhar fundo para poder mudar o mundo...



Completando...

Ainda sou nova neste mundo online assim fiquei apavorada ao saber que faria parte deste amigo secreto, pois o que dar virtualmente de presente para alguém que não conheço?
Foi então que percebi a grande beleza e oportunidade de conhecer alguém e poder através de minhas palavras oferecer alguma poesia e quem sabe alegrar ainda mais o seu dia.
Assim, espero que você Adrielle goste da poesia Renovação, assim como eu gostei quando a fiz para você de coração...
Feliz Natal e que 2011 venha iluminado assim como o seu sorriso!!!

CILNEIA FELIPPE

sábado, 18 de dezembro de 2010

Amigo secreto...

Vai aí algumas dicas com quem eu caí no amigo secreto do blog Poesia torta da Kenia...

Cara de menina e jeito de mulher, decidida e sabe o que quer.
Pé no chão, direta o objetiva e não perde o foco da vida.
É linda e com um sorriso franco, embora pela metade, no seu
perfil deixa clara a identidade.
Seu blog além de gostoso é pura cultura e seus poetas preferidos
além de talentosos, são ícones e de todos são queridos.

Bem acho que já dei dicas demais.
Beijos e até...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Possibilidades...


Possibilidades são alternativas dada pela vida, algumas

são escolhas conscientes , outras descartadas infelizmente.

Algumas são verdadeiros presentes, chegam de surpresa,

pura felicidade, ganham vida e identidade.

Possibilidades, em você as vejo sempre que fecho o olhos,

Quando adormeço ou acordada no silêncio da noite, onde

o pensamento voa longe, perdido na infinidade de possibilidades

que tenho de novamente te ter.

Minhas possibilidades estão de mãos dadas com minhas possíveis escolhas

assim, embora sendo várias, nem sempre sei escolher, às vezes

são áridas e ressecam todo o meu ser.

Quantas possibilidades ja tive na vida, mas o desconhecido

chamado futuro me fez parar,me faltou coragem e mesmo tendo

muitas possibilidades, acabei quase que sozinha a espera da felicidade.

Quero aprender a ousar independente das minhas possibilidades.

Mas por outro lado, saber escolher, faz toda a diferença...

Cilneia Felippe

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Faxina geral...


Hoje 8 de Dezembro feriado municipal em Campinas, dia calmo e morno então decidi fazer uma faxina geral, tipo aquela de final de ano. A princípio seria só de objetos, roupas e coisas guardadas que não uso mais. Entretanto, é só começar a mexer para perceber como a nossa memória e história se envereda pelos sentimentos que temos pelos cacarecos que vamos guardando pela vida afora.


Fui abrindo o armário decidida a arrumar com cuidado e separar tudo o que estava acumulado pelo tempo. Olhei de relance e percebi que não seria tarefa fácil, pois isto eu já havia tentado antes. Abri a gaveta fatal, aquela que realmente abriga lembranças e olhando é sempre inevitável, a saudade que chega de repente, trás o passado que se entrelaça com o presente. São cartas de namorados coisa de adolescência com coraçãozinho desenhado, fotografias em preto e branco que mostram o colorido de um tempo dourado, minha primeira máquina fotográfica que ganhei do meu pai, ingressos de shows dos Ramones fui em todos aqui e objetos que ganhei de presente de pessoas que tanto amo e que hoje estão ausentes.Como sempre faço, retirei tudo do lugar, limpei com cuidado e por mais que eu quisesse e desejasse, não consegui liberar o espaço.Queria realmente jogar fora algumas lembranças que me prendem ao passado, mas sinto não ser possível, pois estão guardadas na alma, e mesmo que eu limpasse a minha gaveta, de nada adiantaria, pois as lembranças estariam lá, dentro de mim e mesmo que adormecidas, continuariam fazendo parte da minha vida.

Cilnéia Felippe

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Acredite você também...




Natal, tempo de encantamento, onde todos nós, por algum momento acreditamos que tudo pode ser diferente, que o ser humano ainda tem jeito, embora as ações mostrem o contrário, realmente o natal parece mágico com mudanças de comportamento. Sonhamos e a todo instante pedimos o impossível, sem se dar conta do mais importante.

Pensando nesta importância, resolvi montar minha árvore que agora é sua também, coloquei alguns presentes os quais lhe desejo do fundo do coração,são pequenos gestos que acredito serem relevantes e com certeza farão deste mundo um lugar quase perfeito, onde todos possam viver com paz, amor e respeito.
E que este clima de natal que mexe tanto com o nosso imaginário, não seja privilégio apenas de dezembro e sim de todos os meses do calendário.E que o respeito ao ser humano seja condição de vida em qualquer dia do ano.
Cilneia Felippe.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Tempo de balanço...


Final de ano,tempo de refletir e ponderar

sobre tudo o que consegui e o que por

algum motivo, para o outro ano ainda

vou deixar.Acho que todos os anos ao fazer

este balanço, me assusto, pois prometo

sempre tanto,e ao colocar na balança,vejo

que por mais que tenha tentado, o único lado

onde ela menos pende é justamente o mais importante

e o que eu deixei de lado. Um tempo para mim,

o meu dia especial" O dia da Néia" quem sabe com feriado

na sexta emenda com sábado. Academia, andar na lagoa,

um tempo maior para ficar a toa, sentar com mais

frequência no bar, beber não para esquecer e sim

lembrar de como eu sou importante e o meu tempo

sou eu quem faço, juntando as horas, minutos e por que

não os preciosos instantes. Aqueles tão importantes

onde sem pensar já decidi a minha vida, e mesmo às

vezes me arrependendo, segui adiante. Aprendi que

a vida não pára e nem sempre temos outra chance.

Hoje sou cautelosa mas sem perder o encanto, o sonho

é meu alimento,sem ele eu morro eu não aguento.

Embora, contudo e entretanto... eu amo

viver e mesmo errando hora e acertando, faria

tudo de novo, derrepente apenas de uma forma diferente.

Cilnéia Felippe




quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

frases soltas....

Não quero o impossível,
nem tão pouco o absurdo,
Quero apenas a parte que me cabe,
neste teu pequeno latifúndio...

Cilneia Felippe